segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Liberdade, ainda que tardia!

Amor, já!

==


Não é preciso mais de uma linha para deixar claro que escrevo nas entrelinhas.

Nenhum comentário: