sexta-feira, 8 de agosto de 2014

O tempo que fiquei cego por amor não foi um tempo de escuridão.

==

...E chega o momento em que não dá mais para suportar a rotina, a mesmice, as mesmas pessoas, o mesmo itinerário e outras coisas. Resta agora saber se serei capaz de me suportar noutra atmosfera e se irei sobreviver fora da segurança do mundo limitado e vazio que acostumei até agora.

Vou embora não sei pra onde, mas vou.


E você, tem coragem? Tem irresponsabilidade o suficiente para encarar o desconhecido, de viver à deriva e sem pensar nas pessoas que você deixará sem aviso prévio?

Nenhum comentário: