quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Como sou inocente
Quando penso que não transmito o que sinto
Minto pra mim sem saber
Mas um olhar ordenado pelo coração
Não sabe dissimular
Olhando no espelho ao fundo o retrato dela
No meu semblante percebi
É bobagem me segurar, prender
Por que então não me soltar?
Explicitar isso para o mundo
Não é regra nem dever
Mas deu uma vontade de ao mundo gritar:

EU ESTOU APAIXONADO!

xxxxxxxxxx


Merecimento

Pudesse lhe dar a jóia mais cara do mundo
Pudesse por o mundo aos seus pés
Pudesse tudo que você quisesse
Eu sei que você não pede nada
Você só ama, você enobrece

Mas, ah, se eu pudesse tudo, você merece!

Nenhum comentário: