segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Ficamos presos ao nosso passado, carregamos inconsciente, mágoas e ressentimentos de amores passados e trazemos todos os nossos problemas para o amor atual, não nos dando a chance de encontrar a verdadeira identidade da pessoa que está do nosso lado. E, assim, como antes, tudo acaba. E ficamos com a mesma sensação de que nada realmente foi vivido, compartilhado, trocado e aprendido com o nosso novo amor e sofremos... Cheios de razões.

==


Às vezes o “desconfiômetro” poderia dar um sinal de alerta. Quantas vezes não temos mais o que oferecer e ficamos só tomando tempo de alguém?