sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Por achar que somos desafinados deixamos de cantar o imprescindível.

==

Pelo que você guarda, pelo que lhe sufoca, pelas suas lágrimas represadas e por tanta coisa que você sente, pode imaginar como é o outro que passa do outro lado da rua.


Entende o quanto deve respeitar o seu semelhante?