quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Todos carregam um saco pesado nas costas no estradar da vida. Alguns levando o saco de ressentimento, outros, o saco de remorso e alguns outros que capengam mais, carregam o saco vazio, mas há um ou outro que vai indo desenvolto e cheio de maleabilidade, carregando o saco cheinho de amor.

==


Olhar para frente. Saber que esteve lá em sonhos, relembrar as pegadas deixadas pelo caminho durante o sono e ir de verdade.