sábado, 20 de dezembro de 2014


_ Quem é você?

_ Eu sou Charles, também chamado de louco e irresponsável.
_ Por que?
_ Porque revelo meus sentimentos e manifesto meus pensamentos independentemente das conveniências sociais.
_ E qual a loucura que existe nisso?
_ Hoje em dia é proibido você ser você.
_ Então, eu não sou eu?
_ Ser você num mundo em que todos querem te refazer, é difícil, mas essa pergunta só deve ser feita a si próprio.
_ Mas eu tenho certeza que eu sou eu mesmo.
_ Será?
_ Você está tentando me confundi.
_ De jeito nenhum! É que as pessoas nos anulam sutilmente, sem nos apercebermos disso.
_ E você? Tem certeza que você é você mesmo?
_ Sou! Mas só sou porque descobri as sutilezas que eles usam.
_ E quais são?
_ Elas não podem ser ensinadas, só percebidas.

==

Confusão

_ O dia há para amar.
_ Você não sabe amar de outro jeito?
_Como assim?
_Sem odiar?
_ Mas eu não odeio!
_ Eu sei que você não me deu.
_ Lhe dá?
_ Você que está falando!
_ Falei o que?
_ Que não me deu.
_ ?
_ ..

=

Sendo...agora

_O que fez você ser o que é hoje?
_O que eu não fui ontem!
_ Não entendi!
_ O que eu ainda não sou amanhã!

_ Ah, sim!