domingo, 21 de dezembro de 2014


Esse mundo não me pertence


_ E de repente percebi que não pertenço a esse mundo onde as pessoas se duelam, concorrem e se aniquilam em nome de coisas que não me dizem respeito. Esses sentimentos pertencem àqueles que têm vontade material e querem reconhecimento. Eu não quero nada disso. Criei meu mundo particular completamente invulnerável a isso tudo e encontrei minha felicidade, que hoje independe das contingências que o outro mundo impõe.

_ Mas é nesse mundo que você foge que também existe o amor. Viverá então completamente alheio e indiferente ao melhor sentimento que um ser humano pode ter?

_ Quem disse que no meu mundo não existe amor?

_ Amor-próprio e só?

_ Sou auto-suficiente!

_ Não! Você é covarde!

_ Covardia é ser infeliz e bater no peito dizendo ser um lutador?

_ Não tente encobrir sua fraqueza com frase de efeito. Vive de verdade quem arregaça as mangas, enfrenta as coisas e tenta ajudar o semelhante.

_ Você ajuda o seu semelhante quando o deixa viver a sua própria vida.

_ Você chama de vida o que conheço como morte.

_ Sim, vida para você é aniquilar um para ajudar outro. Isso sim é covardia.

_ Você jaz insepulto! Que Deus o tenha.

_ Você pra mim jaz e enterrado. Que o diabo o tenha.


xxxxxxxxxxxxxxx

Apaixonada

_ Você é louca por ele, minha filha”
_ Ah, pai, xô nada”

==

Ridículas

_ Cula não faz nada porque acha o amor ridículo.
_ E essa outra aí que ama exageradamente?

_ Ri de Cula!