terça-feira, 14 de abril de 2015

A gente abusa, se acostuma e toma como comum e corriqueiro ser muito amado, mas como não usamos de reciprocidade, a gente é descartado merecidamente e chora implorando pelo menos por algo que lembre o que já recebemos um dia.

==

Pelo tempo eu poderia olhar e lembrar, no máximo, ou seja, já deveria ser uma cicatriz. No entanto o tempo não passa um segundo e sempre dói como uma ferida aberta, é mais ou menos isso.


Nenhum comentário: