quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Uma vizinha aqui sempre reclama do marido que a leva para jantar fora, em boates, barzinhos e já levou até em Paris, mas que nunca a leva num tal de orgasmo, um lugar que amiga dela vai todo dia e sempre quer voltar.

==

Não santo o suficiente para o céu e nem tão capeta para o inferno. Se não tiver uma terceira opção, não sei pra onde vou não.

==

Dê-se de verdade, de corpo e alma, sem restrição nenhuma. O sentido prazeroso do estar vivo é o amor manifesto.

==


Teríamos nós, como um avião, uma caixa preta que revelará um dia todos os nossos segredos inconfessos?


Nenhum comentário: