quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Meio comprimido hoje, meio amanhã, um inteiro depois. E assim como um bêbado que vive na sarjeta depois de ter começado com meio copo de cachaça, você vem se dopando com medo de enfrentar seus medos, fugindo da vida, da verdade e do amor.

==

Os detalhes que você ignorou cabiam grandes prazeres.

==

Você levanta, arruma a cama e deixa o sonho dentro da fronha junto com o travesseiro, por isso não consegue realizá-lo.

Você quer, você fantasia, mas você é preguiçoso e sem-vergonha e por isso se acomoda na rotina indesejada. 

==


Julgamos a outra pessoa fria e desinteressada, mas somos nós, à flor da pele, em carne viva, apaixonados e passionais demais, cobrando excessivamente de quem aprendeu amar pelas beiradas, mas amar também.


Nenhum comentário: