quarta-feira, 30 de setembro de 2015


Ninguém sabe do que, onde e quanto é capaz... Até se apaixonar doentiamente por alguém, claro.

==

Fantasmas? Do passado? Se eles não me assombraram lá, vão me assombrar agora? Você sim, com essas teorias infernais, é um fantasma do presente fantasiado de outros tempos com o intuito de me encher o saco. 

Sai pra lá, assombração!

==


O seu semblante “mantenha distância” é apenas uma camuflagem para encobrir a timidez ou a aproximação de pessoas chatas, mas afastará também todas as outras. Não é melhor adotar uma tática diferente?

==

Perdoaríamos mais, mas a gente importa demais com a avaliação que fazem de nossos perdões.


Nenhum comentário: