segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Amores eternos? Claro que não. Há apenas rótulos ou um relacionamento morno e de conveniência que realmente dura para sempre. Amor eterno mesmo, porque é destruído e sempre renascido das cinzas, mas amor de verdade, são aqueles que torturados numa discussão, numa análise, num enfrentamento, para depois de tudo superado, latejar, vibrar e realmente nos deixar sentindo algo mágico.

==


Bateram na sua face esquerda, mas você não oferece a direita, você devolve o tapa com mais força ainda, aliás, você não devolve um tapa, você devolve um murro ou dá um tiro. Você não tem divindade, mas poderia ser humano dando o revide com o mesmo peso? Não sei, mas você vinga com exagero e se orgulha.

Nenhum comentário: