terça-feira, 3 de novembro de 2015

Quando eu via o carteiro ficava com o coração batendo forte imaginando que podia ser uma carta da namorada, hoje não dá pra sentir mais nada. A gente sabe que carteiro só entrega conta, conta e conta.  A internet facilitou, mas esfriou tudo.

==

Ensinar sobre matemática e português, mas tirar a inocência da criança e chamar isso de educação é analfabetismo.

==

O aquário que você vive é todo decorado, cheio de pedrinhas e oxigênio e eu lhe oferecendo um amor oceânico, né?

==

Sabe aquela raivinha quase inofensiva, aquela que fica longe do ódio, mas que não conseguimos ficar sem absorver? Ela é pior que gordura para entupir nossas veias.


Morremos antes da hora porque somos fracos e não sabemos ignorar picuinhas.

Nenhum comentário: