sábado, 24 de janeiro de 2015

Numa bela ilha, um mar azul e maravilhoso, mas aí a sede chega e nada de água doce por perto. Pois é, como gostar de uma pessoa muito bonita, mas que não porta o amor.

==


Somos intensos e às vezes amalucados no relacionar, pois cada amor pode ser o último, não pela fragilidade dos sentimentos, mas pela fragilidade da vida. Se tivéssemos certeza da eternidade, amaríamos pelas beiradas.