segunda-feira, 2 de março de 2015


Encontro

Pare, medite, sinta o silêncio
No mais íntimo momento de você
Sentirá o amor palpitando
A voz do próprio coração
Todo o sentido do seu ser

Abra os olhos devagar
Deixa a lágrima rolar
Divino esse depurar

Para um novo tempo começar