quinta-feira, 18 de junho de 2015

Jaz insepulto e se deixa ser devorado pelos vermes do pessimismo, do medo e da covardia? A vida é uma marcha para o túmulo, mas não é o túmulo.

Aí jaz, quem não jazeria, se já não jazesse a coragem, a confiança e a fé. Ressuscite, ó homem!  Tire proveito dessa caminhada, ela é extraordinária e prazerosa, sim. Você, sufocado pelo odor de sua decomposição é que não se dá conta disso. Vamos! Ainda há tempo! Se desinfete com o álcool do amor, da fé e da coragem e faça dessa marcha o legado de que valeu à pena ter estado por aqui.

==


Se esse demônio que lhe habita morresse, mas não, ele só dorme. Entende agora porque não confio cegamente em você?