sábado, 4 de julho de 2015

Tem gente que odeia qualquer um e por pouca coisa. Se for para odiar alguém tem que ser quem tem poder e usa isso para o mal.

Odiar qualquer um por pouca coisa é coisa de gentalha!

A indiferença não foi feita pra esses casos?

==

Claro que você nunca quebrou a cara, você nunca entrou de cabeça.

==

Às vezes somos feridos na alma e o nosso coração sangra, mas odiar ainda é resultado do nosso interior frágil e vazio, embora, claro, sintamos a dor de uma desilusão, de uma covardia ou de algo ruim.

Ser de tal forma que a dor impingida seja sempre mais fraca que a força do nosso ser.

==

Doer? Dói mesmo. Viver sem dor seria delimitar até onde poder ir, isso não seria vida, seria apenas existir, mas mesmo doendo não quer dizer que haveria sofrimento. Entre sorrisos e choros, viver, viver, viver, viver intensamente todos os momentos.