sábado, 24 de outubro de 2015

Por mais que saibamos que somos amados e que amamos, fica algo que não podemos compartilhar. Uma espécie de tristeza que não se deixa ser aliviada por nada e por ninguém. Esse quê de masoquismo é o responsável por lágrimas que desaguamos, muitas vezes em momentos inesperados. Algo parecido com depressão, mas que não passa do nosso medo da entrega irrestrita e completa.

==

Desejo reprimido? Então que seja um desejo “daqueles”!

==

Toda mulher é maravilhosa; algumas são maculadas e se petrificam pelo excesso de amores mal projetados que machucam, entristecem e rouba a coragem de uma nova entrega, mas ela, como pedra dura, é vencida pelas novas promessas de águas moles.

A mulher é ou não é especial?

==

Você se deixa ser levado pelo semblante jovial da mentira só porque a verdade tem cara de má?