quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Queremos agradar a quem amamos, mas não o tempo todo como se exige por aí. Agradar por agradar é uma coisa, mas agradar porque tem que agradar (apenas por fazer parte das atitudes de quem se ama) é algo que não vejo como óbvio e nem romântico. Amar é forçar atitudes?

==

Nada mais de cerveja com amigos, de suas idas no shopping com as amigas, das festinhas da turma, da prontidão ao convites de surpresas, pois não temos mais dúvida, é amor o que temos um pelo outro, está oficializado o relacionamento a partir de hoje. Então agradaremos, na medida do possível, um ao outro. Seremos fiéis, moraremos juntos e restringiremos ou acabaremos com a liberdade individual que tínhamos até então, certo?

==

Você tem saúde e liberdade e deveria ter vergonha de fazer qualquer queixa. Abra mão do mau hábito, da sua covardia e a da passividade, não vê que essas coisas faz de você um homem covarde?

==

Não confunda maus hábitos com vícios.