sexta-feira, 13 de maio de 2016

Sem razoabilidade eu diria, mas leve, apesar da passionalidade. Prazer, eu!

==


Será que não percebe que a obscuridade do meu amor é absurdamente mentirosa?

Nenhum comentário: