sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Enquanto doía eu ria, mas agora que nem doer dói mais, eu achava que iria gargalhar, mas não, nem choro, nem riso, nem nada.

Vida sem dor é morte.

==

Quando o escritor disse que somos metade indiferença e metade ruindade, uma parte dos leitores ignorou o que ele escreveu, a outra parte o chamava de mal amado e queria enforcá-lo.


Achei que José estava apenas numa fase Sal Amargo e não na fase Saramago, mas enfim, será que ele tem razão?

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Enquanto alguém quer chamar atenção é porque não se encontrou e quer ajuda, mas não sabe que pede socorro.

==


Você está pensando naquilo ou pensando em fazer aquilo? Você tem pensamentos, mas nem desejos são? Você quer ou não quer? Você não sabe, né?

quarta-feira, 28 de setembro de 2016


Você vai morrer mesmo sendo comedido ou precipitado, mesmo sendo bonzinho ou ruinzinho, mesmo agindo com cuidado ou atropelando as coisas.

Você tem que ser feliz e está numa rotina enfadonha e besta?

Dê adeus à vidinha previsível!

==


Nada que não chega ao coração foi transmitido de verdade. Ainda que seja num sussurro ou pelo megafone.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Agir com jeitinho e cautela? Mas essas coisas não tira a plenitude?

Quem corre riscos sofre tanto ou menos que as pessoas que não correm, mas com certeza elas gozam mais.

==


Casa própria aqui, alugada ali e hotel acolá. Não importa. Seja o lar.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Há um círculo vicioso que nos deixa envoltos nele. Não é feliz? Hora de rachadura no círculo e sair dessa estrada tortuosa, mas previsível e burra.

==


E aí, embalsamado, num estado cataléptico, sem viver plenamente o presente, esperando resignadamente a hora do enterro?

domingo, 25 de setembro de 2016

Traçam um caminho longo para realizar uma meta e brindarem a felicidade.

Não é possível que não saibam que a felicidade é uma questão de temperamento. O carro, o doutorado e a bela casa? Bom demais seria se as pessoas não se travassem tanto pelo caminho e não perdessem momentos mágicos em nome do sacrifício para adquirirem essas coisas.

==


Encontre-se! Embora não seja o suficiente para sair da solidão, terá um sensação de alívio que lhe deixará mais maleável para receber o que vem de fora e imperceptivelmente se aventurar no mundo do outro.

sábado, 24 de setembro de 2016

Eu pensei que estava queixando da falta de sentido da vida e das coisas, mas não, eu me queixava da minha solidão.

Quando sair de mim não imaginava que estava criando brechas para receber sentimentos e para sentir. Daí em diante tudo mudou. 

==


Estar pleno de si é bom e seguro, mas prazer só encontramos quando estamos plenos de amor. 

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Relacionar é lidar com conflitos, contrastes e sombras de desejos antagônicos. Fugir? Para onde? Dentro de você é que encontrará isso com constância e intensidade.

==


O amor provoca agitação, turbulência e muita vibração que não consegue nos tirar de um relaxamento d*alma que também ele proporcionou.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

...E fartei com a falta dela. Sem o seu amor meu coração necrosou, a artéria encolheu e o sangue nega fazer o caminho da oxigenação.

 Furaram minha virilha, inseriram stents, mas que porra de dor é essa (que nada alivia) que a saudade dela provoca?


==

Os frascos se perpetuam, mas o perfume acaba...

E quantos ainda vivem do cheirinho bom que ainda exala por algum tempo?

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Venha mulher, venha tirar do meu beijo com gosto de amor verdadeiro, a certeza de que ainda é possível viver o que já sonhou um dia.

==


Se vai chegar pelos correios não sei, mas pressinto que minha felicidade está selada.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

A mula, sem cabeça, foi mexer com uma égua e agora percebeu que o problema é cavalar.

==


O burro, burro, traiu a mula, que, sem cabeça, não assimilou chifre nenhum.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

O barco medroso enferruja o casco na paralisia gerada pelo medo de enfrentar a grande onda da paixão.

Barcos do amor enfrentam tempestades e ondas gigantes e se perdem (a)mar a dentro, mas mesmo à deriva se encontram numa ilha paradisíaca na orla encantada de um mundo mágico.


==


A gente joga contra a gente mesmo, mas a grande tragédia disso é só saber depois do jogo perdido.

domingo, 18 de setembro de 2016

Não tenho pressa e quase nunca quero chegar. Minha profissão é andar.

Não sou de atalhos, prefiro desvios.

==


Se jazer para uma vida plena não é admitir morte, viver uma vida medíocre é o que?

sábado, 17 de setembro de 2016

Prolongar ou antecipar a convivência com quem lhe circunda hoje, depende de suas atitudes, mas que você ou ela vai embora, não tenha dúvida. Está decretado um fim para tudo.

==

Quem paralisou em agosto esperando setembro adentrou em outubro prometendo novembro.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Há lágrimas que caem não mais para chorar o sofrimento de outrora, apenas para enrustir sua atual condição de masoquista.

Pare de achar que ainda sofre apenas para não se liberar para fez feliz de novo, criatura!


==


Dor de cotovelo, ah, que simples, dor de cotovelo, quem me dera, mas não, não dói nada. Paralisia. Não sei se vivo. Sem o amor dela fiquei lobotomizado. 

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Há amores que estão quase no fim e são tantos que sofrem por um bom tempo na ingênua e nobre vontade de insistir mais um pouco na esperança de que ele reacenda e queime como no início, mas nem percebem que amor quando chega nessa situação é amor que já se foi.

==


Amor é igual vida, nem economiza para gastar depois. Paralisação é anunciação da morte.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Só o psiquiatra imbecil cura um louco feliz.

==

Se a passividade diante de um sofrimento persistindo, mesmo tendo você o poder de tomar decisões que pode mudar o curso das coisas, não for masoquismo ou uma resignação burra, não sei o que é então.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Cada um, como diz a música, sabe a dor e a delícia de ser o que se é, mas que você convoca capetas para o paraíso, convoca.

Pare de infernizar o céu, pessoa!

==

Você é o responsável pela luz acesa do quarto de alguém. 

Não é preciso morrer para se tornar uma assombração.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

A gente não é o que o outro pensa, e não sendo nós aquele, relacionamos com uma sensação estranha: Ter que ser um estranho para ser o autêntico absorvido pelo outro.

Só somos nós mesmos para pouquíssimos! 

==


Construímos pensamentos comuns e exprimimos palavras parafraseadas embasadas na explanação do outro. A gente quer ser agradável, pelo menos, já que autêntico e verdadeiro, não dá.

domingo, 11 de setembro de 2016

Não basta não ser você o autor de um grande erro, mas se circunda no pedaço, vai doer em você do mesmo jeito.

==


Não dá para voltar e consertar  e talvez por isso viver é algo extraordinário. Chorar a própria dor, o remorso de fazer doer no outro e continuar prosseguindo, vibrando, errando, acertando, gozando e fazendo o outro gozar. 

sábado, 10 de setembro de 2016

Vivemos num mundo onde o prazer foi feito para se sentir no escuro. Quando aparece alguém que acha a vida um orgasmo e não quer ocultar isso, é chamado de louco.

==


Preocupei quando o vento também deixou claro que não estaria a meu favor, mas aí lembrei que soltar papagaio também é uma maneira de ser feliz.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Há quem reclama de ter sido usado e jogado fora, mas há ainda quem reclama de ter sido jogado fora sem ser usado; há o que reclama de ter sido usado e não mais descartado, há o que reclama...

Enquanto houver reclamações haverá possibilidades. O que não pode ter é conformismo.

==


Moro num casa onde a janela dá para a rua. Fico daqui a digitar e a observar. No momento, diante de um sol causticante, vejo um carroceiro paralítico, sua mulher e dois filhos. A mulher vai à frente vasculhando as sacolas de lixo e separando garrafas plásticas de refrigerantes e diz algo que não pude entender, o marido e os filhos, enquanto arrumam as bugigangas, riem gostosamente de o que ela falou. O filho mais novo, usando um boné vermelho, lembra demais meu filho mais velho, fruto do segundo casamento, que mora com a mãe. Me dá vontade de chamá-los e oferecer um café. Não consigo. Choro copiosamente, choro como nunca havia chorado antes. A cena mexe comigo. Choro, não pela miséria deles, mas pela minha. Choro pela falta de um sorriso fácil que não tenho. O porquê de eu também não sorrir tão gostosamente? Pegando lixo, passando fome, a família está junta, pais e filhos sorrindo, apesar de, eu, barriga cheia, protegido do sol causticante, digitando, infeliz, apesar de...

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Se do orgasmo advindo de uma fricção é tudo que você conhece dele, ainda não gozou como deve, neném.

==

Nada mais fugaz que um amor eterno. Ele acaba com uma simples decepção.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Não amamos ninguém sem antes nos amarmos. Deve ser a mesma coisa em relação ao ódio.

==

De que adianta de ter quase 1,90 m, uma estatura física privilegiada e não ser autossuficiente?

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Não se sabe o porquê do fim, mas até se propuseram a continuarem por consideração e respeito, mas algo forte começou exigir o que não se podia mais oferecer.

Há momentos em que dizer adeus é um ato de amor.

==


Triste é quando não se percebe mais que algo não era tranquilidade, mas sim uma vida morna e sem intensidade.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

A gente não sabe chover e molhar as coisas de amores, mas somos especialistas em esbaldar na fonte pura e cristalina que nos convidou para o banho mágico.

Que tal perenizar a fonte?

==


Não basta eu dizer que a cobra venenosa que lhe picou não seja venenosa, você morreria, mas você está morrendo com a picada da cobra inofensiva. Não me acuse de assassino.

domingo, 4 de setembro de 2016

Não que eu falte com a verdade ou que não seja sincero, mas para doces vaidades de doces mulheres... Doces mentiras.

==


Eu não mando em você, eu não tenho influência nenhuma nos seus sentimentos, eu apenas te seduzo e você, seduzida, se perde, me culpa e me acusa de muita coisa.

sábado, 3 de setembro de 2016

Perdi o medo de amar.
Vem sim, mulher!
Venci!

==


A mulher que trai o marido que ama não existe. Só o homem consegue trair a mulher que ama.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Os opostos se traem. Faz-se de difíceis e se perdem na falta de maleabilidade.

O impossível não excita, o quase impossível, sim!

==


Há sentimentos que são assassinados várias vezes pela fragilidade, limitação e vaidade do ser humano, mas quando é amor, ressuscita também várias vezes, se perpetuando .

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

5) Amar é sexo, é penetração. 4) Amar é viver no ponto G. 2) Amar é dizer que ama baixinho no ouvido. 1) Amar é ser cúmplice e amigo no dia a dia. 3) Amar é beijar, acariciar, pegar no peitinho.

Numa paixão fulminante, pouco importa as ordens das coisas, mas depois...

==

Deixe de inexistência.
Vem ser.

Vencer.