segunda-feira, 24 de outubro de 2016


O vento que passa aqui vem de lá.
Cheiro dela no ar.

==

Quero morrer com classe, feito as folhas das árvores, parecendo dançar feliz da vida ao sopro do vento, já desgarrada de o que lhe dava vida.

Nenhum comentário: