domingo, 27 de novembro de 2016

Até quando foi certo eu ter ido embora alegando que ela nunca aprenderá e sempre me ferirá, sem antes ter esperneado, gritado e declarado o que me  incomodava, magoava e fazia sofrer?

Cansei, estagnei, fui embora, mas errei ao não voltar mais para saber que minha ausência a deixou certa de que eu era a razão do seu viver.

E se ela, melhorada e sabedora do tanto que sou importante, for o melhor mulher do mundo?

==

Por um triz era para ter sido a maior e melhor história de amor vivida! 

Por um triz!

==



É você que coloca o rabo entre as pernas e sente acuada. Quem te circunda agora, no mínimo deveria ser mais sensível, perceber e lhe ajudar, mas não é o responsável por isso. Isso vem de longe. Atente-se.

==

Ninguém tem tudo, pois vejo todo mundo reclamando dessa falta de “não se sabe o que”.



Nenhum comentário: