sábado, 3 de dezembro de 2016

Podemos ser a segunda dose do veneno. Aquela fatal.

Podemos ser o antídoto de alguém que foi envenenado.

==

Não que haja erros que não mereça perdão, o que há são erros fatais e imperdoáveis por si só.

==

Excluindo o sentido disentérico da coisa, claro, lembrando aqui de minhas cagadas históricas.

==





Nenhum comentário: