terça-feira, 19 de janeiro de 2016

O guarda-chuva da mesmice deixa a pessoa seca de previsibilidades, enquanto abunda a chuva de novidades pra quem não tem medo de molhar.

==

O outro se oferece, promete e às vezes até queria oferecer mesmo, mas não rola e tudo se acaba. E dói. Uma dor que não deveria existir já que isso faz parte da vibração do relacionar. Lembrando que a gente também promete e chega com um "ar" de vulnerabilidade que incita. O erro é de todo mundo. Se é que isso é errar.