quinta-feira, 14 de julho de 2016

Não existe freio-motor no carro da paixão, portanto desço rasgando pela ladeira desse sentimento, porque não abrirei mão desse amor louco que me envolve.

==

Dúvidas? Senões? Porvires? Depois? Mas como, pessoas, se de repente a gente morre? 

==

Não preocupou com a ordem natural das coisas, descarrilhou e veio andar nos meus caminhos “destrilhados”, não foi, lindona?

Você é um trem, viu!


==

De gota a gota e em pequenas doses para não ser tão explicitamente mal, você não vem judiando de algumas pessoas?

==