segunda-feira, 5 de setembro de 2016

A gente não sabe chover e molhar as coisas de amores, mas somos especialistas em esbaldar na fonte pura e cristalina que nos convidou para o banho mágico.

Que tal perenizar a fonte?

==

Não basta eu dizer que a cobra venenosa que lhe picou não seja venenosa, você morreria, mas você está morrendo com a picada da cobra inofensiva. Não me acuse de assassino.

==

Ponto G, claro, mas passeando de A a Z.

==

Podemos não admitir, mas ás vezes forçamos a barra, sim, para alguém gostar da gente. Praticamente puxamos pelo cabelo e dizemos: “ Me ame, porra, me ame, porra, não tá vendo que tenho o maior amor do mundo”.

==