domingo, 11 de setembro de 2016

Não basta não ser você o autor de um grande erro, mas se circunda no pedaço, vai doer em você do mesmo jeito.

==

Não dá para voltar e consertar  e talvez por isso viver é algo extraordinário. Chorar a própria dor, o remorso de fazer doer no outro e continuar prosseguindo, vibrando, errando, acertando, gozando e fazendo o outro gozar. 

==

Precisamos resistir à nossa tendência de nos preocuparmos com a opinião dos outros a nosso respeito. Sob o domínio do interesse alheio, permitimos que os fatos e as pessoas influenciem as nossas decisões. As considerações, que na felicidade predominam, vêm do nosso instinto e não dos outros. Danem-se eles!

==

Ficar encarcerado dentro de si o tempo inteiro? Às vezes devemos ligar nosso piloto-automático e sair para dar umas voltinhas.

==