quinta-feira, 19 de janeiro de 2017


Quando cansamos do outro, fugimos ou fingimos; quando cansamos de nós mesmos, não tem como fingir nem fugir. Por isso alguns se matam.

==

Não esperei você madurar no pé. Se eu desse bobeira, passarinho comia.

==


Você pensa que me conhece, acha que me encontra nas entrelinhas, mas nem sabe que quem escreve, finge, não faz autobiografia.

==

Por aí sem amar é apenas respirar. Pra quê fingir de viver?

Nenhum comentário: