sexta-feira, 17 de março de 2017

Há quem nos olhe com o olhar de curiosidade e desejo, mas queremos ser vistos com um olhar perquiridor e apaixonado.

De quem amamos exigimos uma entrega que não damos conta de lidar, mas se for para receber sem completude a gente prefere qualquer um por aí que ofereça sexo e alguns momentos de prazeres.

Complicados somos nós, mas choramos e culpamos o outro.

==

A gente se gaba de ser enlaçado por outra pessoa, mas somos nós que laçamos e debatemos de mentirinha como se fôssemos a presinha vulnerável.

==

Você não soube usar de doçura e gestos leves, mas sempre amou, foi honesto e corajoso. Hoje, com medo, mas mais leve e dócil, chora de saudade de quem não teve paciência para esperar a sua maleabilidade, não é?

 ==


É mais doída a dor da punição e consequência de um erro que se sabe ter acontecido, mas que não se soube acontecendo.

Nenhum comentário: