quinta-feira, 8 de junho de 2017

...E de repente você explodiu justamente na presença daquela pessoa, logo ela, frágil, tão leve, tão silenciosa e tão doce. E ela não vai saber que você explodiu com raiva dela não ter sabido absorver o seu amor. E você que só queria o amor dela, seu amor, seu muito amor. A explosão nem era com ela, era consigo mesmo. Você explodiu querendo o amor dela e não conseguindo. Fagulhas e cacos de sua reação a machucaram, mas ela nem sabe que você daria tudo para ter uma chance de poder fazer esse curativo e que ela sentisse todo o seu amor nesse momento, né?

==

Deveríamos, mas não nos policiamos e de vez em quando temos ataques de nervos e rompantes que nos fazem ofender alguém, mas cabe ao ofendido, que está lúcido, tentar entender que aquilo não é real, apenas um espasmo de irritação.


Se você não perdoar algo assim, o maluco e irracional é você!

==

Só me falta ter ladainha no inferno,

==






Nenhum comentário: