domingo, 18 de junho de 2017

O dia amanhece e os segredos da noite riem da lucidez e transparência de tudo.

==

Ficar cego pra isso e aquilo outro e dizer que o amor é tudo que você consegue enxergar, filho da puta?

==

Vem com esse papo de necessidade de momentos do recolhimento e absorção do silêncio, não. Quem ama tem que estar disponível e exposto toda hora.

==

Dar o movimento que você não imagina aguentar mais ou morrer ou vegetar.
==

Que acabe, pois tudo é efêmero mesmo, mas não pode ser com brandura?

==

De existir um dia você vai deixar. Morte!
Desistir e viver uma vidinha medíocre? Morte!
Transgredir e até o fim, botar pra quebrar! Vida!

==

Complicou, desistiu.
O culpado foi eu?
Vai à puta que pariu!

==

Eu quero tevê!
Demora não!
Venha convertido em digital!

==

Até hoje ninguém amou. Foi tudo projeção de egoísmo. Vamos ver de agora pra frente.

==


Depois de tantas quedas e dores a gente só corre um risco:

O de ser feliz!

==

Não fingir?
Não fugir?
Santo?

==

Tudo bem que não consegue ser o causador de coisas boas, mas pro que ser um causa dor?

==

Já que está quente e você está á toa, faz uma hélice que gira rapidamente...e venta um pouco!
==

Missão comprida?
Uai, claro que sim, se fosse curta, seria uma missinha!

==

Espalhar amor por onde, flor?

==

Estando triste, vá pela escada. Evita elevar a dor!

==

...E no bilhetinho da ameaça de me deixar estava escrito assim:
"Não consigo administrar seu coração". Só faltou assinar assim:
A petulante pretensiosa.

==

"Todo esforsso será recompençado!
Merecia não, mas vale o esforço e o otimismo, né?

==

Depois da noitada era previsível que chegasse bêbado ou bêbedo, mas exagerou e chegou bêbo.

==

_Não quero você nem o pau.
_Não queria dizer “a pau”
_A pau um cacete!

==

Indiferente é o morto, portanto você jaz.

==

Indiferente é alguém que ama alguém que queria odiar!

==



==





Nenhum comentário: