segunda-feira, 17 de julho de 2017

Não significa que será doído para sempre, mas significa perder tempo e morrer de outro modo, por isso não aceito paralisar por causa de dores que naturalmente a vida impõe.

==

Melancolia é cólica de tanto chupar melancia?

==

Eu era um dos que diziam que alguns amores tem data de validade e que por isso alguns relacionamentos acabam, mas hoje sei que não é assim. Um amor é para sempre. A gente já confundiu relacionamentos mentais, uma vontade de amar e ser amado com amar e ser amado de verdade. O amor depois de acontecido é indissolúvel. Tem muita coisa parecida com o amor e aí a gente se confunde, é isso.

==

Uma absorção errada e um sofrer sem razão.

==

As pessoas geralmente dizem “Melhor deixar isso pra lá”.

Pra cá nada e o melhor se desintegra pra lá.


==

Entre a comodidade da rotina do lado de cá e a agitação do amor do lado de lá há um precipício fácil de saltar, mas a gente se apega na crença de que é perigosíssimo.

Um truque da mente para não ser perturbada pelas vibrações do amor, mas seu coraçãozinho pensa diferente e nessa luta, você geralmente fica do lado de sua cabecinha fraca, portadora da mente que quer sossego.

==


O seu orgulho é suicida!

Matar todo mundo é se aniquilar, neném.

==


Não, você não “está na sua”, você está na cilada da vida com jeitinho de que está bom. Rotina.

Mexeu com ela, o pau quebra. Olha o que eu disse ontem, hein. Saia da gosma nojenta da rotina, moça.


==

Viver muito é envelhecer? Envelhecer de tanto queimar vida, sim, mas envelhecer no congelamento de hibernação. Para que se manter por aqui desse jeito?

==

Sim, você teve muito sofrimento, medo, traumas e dores, mas é justamente por isso é que você tem que ser corajosa e sair dessa bolha protetora que você conseguiu construir com muito custo, eu sei.

A invulnerabilidade lhe protege, mas lhe mata para uma vida plena, uai.


==

Co-pilôco

Tem gente que ganha o helicóptero, aprende a pilotar, mas na hora de conhecer a vastidão e voar, aciona o piloto-automático e vai cochilar.

==

“Amar” significa falar e escrever errado, pois se deve dizer “o mar”.

==

Encontramos por aí o que sobrou de certas pessoas, mas sem amor nem tentemos reconstruí-las. Se não for pra valer a gente pode quebrar o último caquinho.

==

A gente força o erro e depois diz; “É porque não era pra dar certo”.

==

Novidade da boa demora virar rotina, uai.



Nenhum comentário: