sexta-feira, 21 de abril de 2017

Se for para desamar, que seja nos dois corações, não como é feito por aí. Um morre de tanta dor e outro nem aí. Porra, véio, amor não pode acabar assim!

==

Deixar a vida passar inutilmente é um suicídio doloroso e demorado.

==

Você, mesmo depois de ter sabido ter feito algo errado depois de consultar sua consciência, culpa o outro, que foi apenas o objeto usado para você consumar a volúpia que lhe dominou. E o pior: Acusa o outro de oportunista e coisas do tipo. Você não está sendo desonesta não é só com o outro não, com você mesma também.

Muda radicalmente com o outro por se sentir pequena através dele, mas ele, repetindo, foi o que estava apenas à mão. Você já chegou pequena, pelo menos na sua cabeça transtornada pelo ataque de pudor.


==


Se você não tem nada a perder...Já está perdido o suficiente.