sexta-feira, 15 de novembro de 2013

O...Caso da natureza

A noite, sensual e cheio de maestria convidou o dia para uma orgia. O dia, muito tímido, pediu um tempo para pensar.

Ousa, dia!

O dia ousou, não tinha como resistir. Foi assim que a noite passou a ser a mulher do dia. A natureza nos ofereceu o seu conjunto de harmonia. Agora sabemos porque tem momentos que simultaneamente é noite é dia.

O crepúsculo é o filho da mãe noite e do pai dia.

xxxxxxxxxxxx

Até quando

Até quando você vai ficar numa casa sem ruído, esperando a morte, doce e resignada, respirando um ar podre de um casamento morto?

Não sente entrando pelas frestas da janela a correnteza de um vento livre e puro que corre lá fora?

Não quer ser livre e se tornar verdadeiramente mulher?

Não quer dançar a dança das fêmeas?


Não quer conhecer o amor e trocá-lo por esse sentimento que apenas sufoca?

Nenhum comentário: