sábado, 15 de março de 2014


Na escola, você não entrega a prova em branco tendo a opção de múltiplas escolhas, mesmo não sabendo qual é a resposta certa.

Na vida, você não tem que acertar, mas se lhe oferecem opções, você tem que tentar.

==

O que existe mesmo por aí é uma moral falsa ou excessos de clichês. Não se culpe tanto assim.

==

Temos uma caixa preta que nem o psicólogo consegue arrebentar para ter acesso aos nossos segredos inconfessos.

==

Você viveu um momento maravilhoso e na época, circunstancialmente, era a pessoa x que estava presente.

Você confunde saudade do momento bom com saudade da pessoa, e sofre dizendo que não vai encontrar mais ninguém daquele jeito.

==

Você não vai além de o que você conhece, é esse o seu problema, entende?

==

O que mais você reclama naquela pessoa é onde você não atuou com perfeição.

Não estaria você, reclamando nela, os seus defeitos?

==

O “mais ou menos” tá bom? E a plenitude, João-vai-que-piora?

==

Tente gente de uma previsibilidade tão grande que a gente cansa até dos mesmos gestos bons delas.

==

Você é uma linda goiaba. Vai deixar morotó desenvolver em você? Pois é!

==

...E no bilhetinho da ameaça de me deixar estava escrito assim:

"Não consigo administrar seu coração". Só faltou assinar assim:

A petulante pretensiosa.