quinta-feira, 1 de maio de 2014


Você as vezes compra tanta coisa que até vence sem conseguir consumir. Por que você não doa uma ferinha básica de vez em quando?

==

Tem coisas que somos obrigados a fazer. A sorte é que gostamos de algumas delas, né?

==

Por que você não manda para o inferno quem não te ama mais e quer só lhe encher o saco? Bons modos? Complacência? Segunda chance? Segunda mesmo? Não está se enganando?

==

Você é cumpridor de normas e escravo do sistema. Acha que reprimir a felicidade e a liberdade é a melhor forma de usar seu livre-arbítrio?

==

_Doutor, o laser também quebra as pedras do coração?

==

Eu não estou solitário á toa, estava gerando energia, por isso voltei dando choque.

==

A gente, as vezes inconscientemente, talvez por carência até, quer obrigar a pessoa ser diferente. A gente ama tanto e acha um absurdo alguém dizer que ama também, mas age como se não estivesse nem aí, mas um dia o entendimento vem e a gente percebe que as pessoas não seguem a mesma ordem nossa na escala de valores.

Dói saber de desinteresse e falta de compromisso, mas cada um é cada um e a gente deveria compreender, não é mesmo?

==

Ah, basta um tempinho pra gente saber até onde a pessoa consegue ir e ainda assim choramos e as culpamos de nos terem usado, não é verdade?

==

Você não está confundindo a falta de doçura circunstancial de alguém com uma pessoa amarga?

==

Não é a qualidade do sexo que determina a qualidade do amor, mas pra quem não sabe o que é coisa de alma, deve ser, né?