domingo, 29 de junho de 2014


Não que eu crie problemas e esteja insatisfeito, mas essa coisinha dada de graça e sem fazer gozar como quero?

==

Não que eu não tenha emoção, não choro agora porque já chorei antes pelos mesmos motivos de agora e portanto essas lágrimas já foram transbordadas, entende?

==

Então querer que ela seja mais presente e romântica e isso ser entendido ou alegado que eu quero é que ela seja outra, que mude o jeito de ser e que perca toda a essência? Aí é dramatizar demais a coisa, não é não, moça?

==

A mulher dobra é à própria vontade do desejo físico  e apenas facilita as coisas, mas como você se acha sedutor, não é Don Juan de meia-tigela.?

==

Eu sei que você já conheceu e conviveu com uma pessoa meiga, carinhosa, humana, amorosa e receptiva e que foi fácil gravar seu nome no peito dela, mas sei também que você não agiu como deveria e como ela merecia, e que por isso seu nome foi apagado com facilidade. Sei ainda que você sofre hoje por reconhecer da preciosidade que você perdeu. Caso encerrado? Mesmo? Não está faltando é humildade ou outro sentimento que faça você voltar e tentar de novo entrar naquele peito, para, possuído e com a certeza desse amor, dessa vez encravar seu nome de uma forma que nunca mais deixará apagar?

==

Até os deuses se equivocam. Já ouviu falar que existe no inferno um capetinha do bem?

==

Meu Deus, o amor bonito ronda e se mostra, mas não percebem a maravilha do momento e deixam perder algo esplêndido por causa dos gestos mecanizados. Não acredita num amor mágico?

==

Quando lhe convém e vai ao encontro do seu ponto de vista, você abre a página da bíblia onde a verdade é absoluta não é, crente hipócrita?

==

...E por acaso precisa se anular para se render a um amor que chega?

==

Aturar? Que palavra feia! Você se aturaria tentando aturar alguém?