sexta-feira, 29 de agosto de 2014


Quem disse que quero chegar? Aprendi ir com passos mágicos.

==

Pessoa, você é tão mecanizada e robótica que seguiu a reta longa de uma rua sem vida e o que mais você queria estava do lado e você foi incapaz de virar a esquina. Ou seja: Além de um títere, agiu como um burro de carroça usando antolho para não enxergar o que tem do lado.

==

E saber que todo dia alguém entristece porque não sentiu amado e não soube, que na verdade, enlouqueceu, porque não se permitiu.

==

Você é ansioso, melodramático, pessimista, estúpido e vazio. Por que? Você não vive o agora, não vive o palpável e projeta, mas projeta sem expectativa, mas faz isso porque sabe que não terá disposição para fazer acontecer. Ou seja: Você também é covarde e preguiçoso.

==

Você cobra no outro o que deve pra ele. O seu relacionamento não está a contento por sua causa.

Dê-se de verdade e verás que cobra no outro o que falta em você.

==

Quem é de bilu, bilu, não sabe dar palmadas, Tetéia!
 
==

A pessoa não quer  se entregar e ter a quem confiar, mas não consegue reprimir tanta coisa em si e procura um psiquiatra em vez de um amor para não explodir.

==

Pode ser algo conveniente e combinado, pode ser até mesmo um acordo implícito de satisfazer a vontade física, mas...depois de gozar é preciso continuar gozando. Sem sentimento o bicho pega.

==

De repente se apresentou como algo bem agradável e convidativo, mas como não estava nos planos...

==

Rotina é rotina, mas uma fugidinha aqui outra ali para tentar tapeá-la, uai.