sábado, 22 de outubro de 2016


Não basta mostrar a cicatriz e bater no peito com orgulho que sobreviveu, é preciso saber a causa que gerou o confronto responsável pela ferida.

Antes morrer numa luta nobre do que sobreviver numa batalha onde o confronto foi só de covardes.

==

Prometer pra depois é coisa de covarde.

==

A vida é curta demais para perder tempo com moralismo barato e clichês.

==

Se todos que jazessem fossem sepultados, mas não, considera-se vivo quem mexe e o coração bate. Que sorte a sua, hein!?

==

A gente pensa que aguenta sempre e que é autossuficiente, mas não, o trem é acumulativo. Chega num ponto que você desaba.

==

Arcar com as consequências? Como assim? Então eu tenho que não fazer e viver uma vidinha medíocre?

==

Como gotas que passam despercebidas caindo da vastidão dos céus, um gesto de amor, dois gestos, três gestos de amor e uma enxurrada de maravilhas se formando para molhar de benevolência um mundo seco e rude.

==

A gente não tem que tolerar pessoas chatas e complicadas, mas a gente tem que evitar estar num ambiente onde eles são detectadas.

==

Como você errou, acha que foi por isso, mas aconteceria de uma forma ou de outra.

Quase sempre tem data de validade.

==

Amar e relacionar por um bom tempo é misturar almas e quando a pessoa se vai, o que fazer para conseguir viver desintegrado de o que era tão importante em nós?

==

Nenhum comentário: