sábado, 10 de dezembro de 2016

Não existe o bem, existe o mal pagando o dízimo para tentar ir para o céu.

==

Amar além da conta é a manifestação mais sorrateira do ódio.

==

Eu apregoava o amor, falava de amor, implorava por amor, idolatrava o amor e com autoridade, pois o vivi intensamente, um dia, mas...Acabou. Depois de tanto ver as pessoas relacionarem pelas beiradas se darem bem e serem mais felizes, jogo a toalha e entro no jogo que todo mundo joga e chama de amor: o da conveniência. Amor mesmo “daqueles”? Ninguém mais quer. Vou amar sozinho?


==

Tristeza a gente entende,

felicidade a gente estende.